Páginas

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Em debate do R7 e Record News, vice de Serra e Temer trocam farpas sobre lobby na Casa Civil




Indio da Costa liga petista à ministra envolvida em esquema de tráfico de influência

O candidato a vice-presidente na chapa de José Serra (PSDB), Indio da Costa (DEM), responsabilizou nesta quinta-feira (16) a petista Dilma Rousseff pelos casos de lobby na Casa Civil. A suspeita de tráfico de influência no ministério, que provocou a demissão da ministra Erenice Guerra, virou tema de embate entre Indio e Michel Temer (PMDB), vice de Dilma, no debate promovido pelo Portal R7 e pela Record News.

Ao citar a saída de Erenice da Casa Civil, Indio lembrou o escândalo do mensalão, que envolveu o então ministro da pasta, José Dirceu. O democrata afirmou que, na época, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva “mentiu” ao dizer que desconhecia o caso.

- O Lula mentiu o tempo inteiro. [...] Agora e a Dilma? Ela não era chefe da Erenice?

Temer, companheiro da candidata petista, defendeu Dilma. O vice seguiu afirmações feitas por sua candidata e disse que os chefes não podem ser responsabilizados pelos atos de funcionários.

- É muito difícil conhecer os pormenores de cada funcionário.

O vice de Dilma também negou que o caso envolvendo a ministra tenha ligação com a campanha do PT à Presidência. Segundo ele, o governo está apurando em uma velocidade enorme.

- Isso não tem absolutamente nada com a campanha da Dilma.

Questionado pela jornalista Christina Lemos sobre o reflexo do caso na campanha do PT, Temer negou que a questão vá atrapalhar Dilma. O vice candidata do PT citou os resultados da mais recente pesquisa para dizer que ela ainda tem a maioria da preferência do eleitorado.

Uma pesquisa divulgada na madrugada de hoje mostrou Dilma com 51%, contra 27% de Serra e 11% de Marina Silva (PV).

Nenhum comentário: